Follow by Email

domingo, 5 de fevereiro de 2012

EM MEMÓRIA DA DINDA ZELIA


O cantinho da Zelia
Dinda esse espaço será sempre seu

DINDA DE TODOS NÓS
Celso de Lanteuil
Rio 04/02/2012
Existem maneiras de viver
Quem já teve a Dinda sabe
Quem não teve, perdeu...

Com medo ou pressa
Ignorando, choramingando
Resmungando
Desconfiando, enganando

Muitos articulam, inventam
São rigorosos, buscam a perfeição
Reclamam, fogem, invejam
Não olham, criticam, não toleram

Existem maneiras de viver
Quem já teve a Dinda sabe
Quem não teve, perdeu...

Entre garrafas, festas
Cigarros, bares, ilusões
Tudo pela sua necessidade 
E salvação

Só enxergam sua razão 
Nunca estendem a mão
Não dividem o tempo
Nem doam sua melhor emoção

Existem maneiras de viver
Alguns sabem doar, amar e proteger
Quem já teve a Dinda sabe, quem não teve, perdeu...

5 comentários:

  1. Lindo, Celso. Super sensível e sincero. Linda homenagem! Posso ver a Dinda em suas palavras...o título "Dinda de todos nós" resume bem a Dinda, tamanha a sua generosidade e doação para com todos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rhani
      obrigado pelo carinho e atenção. Foi o que ela realmente nos deixou como aprendizado. Saber doar, amar e proteger.
      Celso.

      Excluir
  2. Paizinho, o santinho que fizemos usamos esse seu texto! Ficou lindo, levo um pra voce!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, guarde um também para o seu irmão.
      Beijos.

      Excluir
  3. Seu texto diz muito sobre a Dinda! Ela realmente era uma pessoa iluminada, doava sem pedir nada em troca. Era toda doação a essa família que mostrou a todos que presenciaram a sua despedida o quanto estavam sentindo a sua partida. Ela ficará para sempre no coração de todos. Parabéns pelas palavras.
    Um beijo,
    Fátima e Ivan

    ResponderExcluir