Follow by Email

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

nunca é tarde

Foto da Praia de Matosinhos, Porto. Portugal, 2009
Mulheres de pescadores em desespero se despedem dos maridos
Estes seguem para mares desconhecidos, muitos jamais retornarão
Na madrugada do dia 2 de Dezembro de 1947, 152 marinheiros desaparecem no mar entre ondas que chegaram a 10 metros
Foto da Praia de Matosinhos, Porto. Portugal, 2009


"... nessa negra e sinistra madrugada de 2 de Dezembro de 1947, naufragaram entre a Aguda e Leixões as traineiras “D. Manuel”, “Rosa Faustino”, “Maria Miguel” e “S. Salvador”, tendo perecido um total de 152 marinheiros entre os que se encontravam nas
traineiras naufragadas e os que caíram ao mar, deixando 71 viúvas e mais de 100 órfãos"  

Referência Belmiro Esteves Galego, Antonio Cunha Silva, Naufrágio de 1947, Toda a Saudade é um Caz de Pedra 


NUNCA É TARDE
Celso de Lanteuil
Porto-Rio, 31 de Janeiro de 2012

Acredito na nossa capacidade de aprender e mudar
Independente da nossa idade
A curiosidade para saber e fazer, faz revoluções em nossas vidas
E nos leva para destinos jamais imaginados

Nenhum comentário:

Postar um comentário