Follow by Email

segunda-feira, 13 de abril de 2015

PRECE PARA EDUARDO GALEANO

PRECE PARA EDUARDO GALEANO
Celso de Lanteuil
Rio, 13 de Abril de 2015

Deus que está em todos os cantos
A lucidez de cada dia nos oferece hoje
Perdoai nossa pequenez
Assim como perdoamos aqueles que pensam tudo saber

Nessas incontáveis formas de vida e viver
Venho a ti te pedir
Encaminhe essa luz que nos escapa das mãos
Essa morte que é de todos nós

Pois morre a humanidade um tanto mais
É o Eduardo Galeano que se vai
O pensador das questões humanas
Que interrompe suas impressões e inquietações

Menos saberemos sobre a estupidez dos soberanos
E de seus ridículos subalternos
Dos intransigentes, daqueles gulosos pelo poder
Destes, conheceremos apenas o trivial...
 
A essência, ficará nas Veias Abertas dessa América por se construir
Do seu povo e da sua dor, ficaremos com seu depoimento
Páginas que a sensibilidade do pesquisador registrou
Ao contar a história do perdedor, na voz e intuição de quem ousou
 

Vaya com Dios! 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário