Follow by Email

domingo, 13 de março de 2016

O EDITOR

Livreiros, editores e autores, sabem resistir
Palácio de Cristal, Feira do Livro. Porto, 2015
O EDITOR
Celso de Lanteuil
12/11/2015

Bom se descobrir
No meio de tantas pessoas perdidas
Afoitos em busca de uma felicidade rápida
Carentes por uma matéria qualquer
Seja jóia, grife, avião, qualquer tipo de ostentação

Que existe também uma outra gente
A trabalhar sem parar
Garimpando na escuridão
Até achar essa luz que pode guiar
Nos levar para outros lugares

E lá nos largar, a correr e voar, a brincar e cantar
Sofrendo, lutando, fugindo
Dos medos, das dores
Arriscando abraços e sonhos
Errando para um dia acertar

Acertando as palavras
Que quando se juntam, nos ajudam a avançar
E enxergar um pouco mais na frente
Sendo poeta ou não
Tudo isso por uma missão

Porque entre tantas profissões
Das mais variadas vocações
Foi escolher justo essa
Para nos fazer querer mais
Mais saber, mais emoção

E quando nos abre os olhos
Nesses tempos de escuridão
Escrevendo, relendo, revisando
Editando sem poder parar
Faço minha homenagem, por ser você um editor








 

Nenhum comentário:

Postar um comentário