Follow by Email

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

2011 PARA VOCÊ

Mãe cuida do filho em Old Delhi, 11/2011

PARA VOCÊ
de mãe para filho
Celso de Lanteuil
26/01/2011

Todas as minhas irritações
E as palavras ácidas
E o quanto eu te incomodei
Desde a primeira hora

As insistentes lembranças
Os constantes toques
E as repetidas dicas
As muitas ordens, razões e perguntas.

Coloca uma camisa!
Faz frio e você pode pegar uma gripe
Já escovou os dentes?
Quer um copo de leite?

Quando grito vai tomar banho
Ou pergunto, já fez o trabalho da escola?
E relembro outra vez cuidado com as más companhias
Com o vento, com a correnteza e a maré alta

Nessas minhas chatices diárias
Nessa minha  preocupação sem fim
Para cuidar e proteger
Eu me perco todos os dias

Não sei acertar
Sou exagerada
Excedo nos abraços e beijos
Nos mimos e prendas

Ao cortar suas unhas
Preparar seu jantar
E escovar teu cabelo
Pois só penso em te abraçar

E, se não consigo falar sobre cinema, futebol ou games
Porque só sei proteger, recomendar, proibir ou ensinar
Todo dia, forte, fundo, pra valer
É porque cuidar de você é só o que me dá prazer

Nenhum comentário:

Postar um comentário