Follow by Email

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

NOVAMENTE GURGAON, DELHI, ÍNDIA

NOVAMENTE GURGAON
DELHI, ÍNDIA
Celso de Lanteuil
23/11/2011

Esta é a terceira vez em uma semana, que venho a Gurgaon, Indira Ghandi International Airport. Foram duas aproximações CATIIIA e uma CATII. Para aqueles não familiarizados com a terminologia comum ao meio da aviação, tratam-se de dois tipos de procedimentos para pouso por instrumentos de precisão. São normalmente efetuados quando a visibilidade e a camada das nuvens atingem valores mínimos para se realizar um pouso com segurança.

Os fenômenos naturais mais corriqueiros para estes casos são os nevoeiros, as nuvens associadas a chuva e de efeito orográfico. No caso de Delhi, o fenômeno não é provocado pela natureza, essa é a principal diferença. Ali temos o smog, abreviatura do inglês referente a smoke e fog, mais conhecido no meio meteorológico como nevoeiro de fumaça. Neste caso particular, resultado da poluição causada pelos transportes terrestres, fabricas locais e estilo de vida dos habitantes desta região.

Não gostaria de julgar Gurgaon pelo que tenho visto e respirado, principalmente porque seu povo é de uma simpatia e generosidade marcante, mas é uma tristeza constatar que o caos dessa cidade sufoca, fede e adoece. Haverá esperança para Delhi?

Nenhum comentário:

Postar um comentário